A História do Ford Roadster V8 1932 dos assaltantes Bonnie and Clyde


16 de junho de 2010|Sem Comentários


Naquelas navegações mirabolantes que normalmente fazemos achei um site bem pitoresco e interessante sobre Carros antigos – Bem antigos. Na verdade o site pertence a um velho conhecido, o Júnior Vieira que no último encontro de carros antigos em Campinas – SP que aconteceu no último domingo de Maio,  estava com um modelo para lá de especial -  Ford Roadster 1932 V8.

Já o tinha visto também no Encontro Paulista de Carros antigos e resolvi pedir a ele um pouco da ficha histórica do modelo que vocês podem conferir logo abaixo.

Em 9 de março de 1932 o modelo que citamos saía da fábrica da Ford. Um autêntico  Ford Roadster V8.

Hoje com apenas 78 anos de idade, mas com muita saúde, andando pelas nossas estradas e participando de vários encontros.
Nos EUA ele é popularmente conhecido como “Deuce”, uma gíria usada para referir ao cupê da Ford 1932 e emergiu como favorito para os americanos.

Foram produzidos somente  12.597 para este modelo Roadster – e os preços variavam entre U$460,00 a U$650,00.
Henry Ford esperava com sua criação ter um  V8 mais simples e fácil de produzir, com bloco e cabeçotes em corpo único e válvulas laterais, montadas dentro do “V” entre os cilindros.

Conhecido como Fhathead (cabeçote plano) por ter válvulas laterais com comando no bloco e 65 cv a 3.400 rpm, com grades consideradas até hoje uma das obras-primas do estilo automobilístico.

A Ford havia então projetado um automóvel novo, dentro do qual iria o mesmo motor 4L do modelo anterior, o Ford A, com algumas melhorias. A este modelo resolveram chamar de Ford Model B. Mas eles tinham um segredo, saído das pranchetas e mentes mais brilhantes de seu tempo, um motor com oito cilindros em vê, que poderia pela primeira vez na história ser produzido aos milhares; não, aos milhões! Essa novidade merecia um registro particular, e por isso eles decidiram que o automóvel Ford fabricado em 1932 que recebesse o motor de cabeça chata com oito cilindros em vê, seria chamado de Ford Model 18, uma homenagem ao primeiro V8. Pela primeira vez em sua história, a Ford Motor Company tinha dois automóveis para oferecer ao mercado, e não apenas um.

As carocerias disponíveis para este ano de 1932 somavam 14 tipos diferentes. Eles vinham em roadsters, coupês, sport coupês, tudors e fordor sedans, cabriolet e o phaeton.  Entre todas estas, duas tiveram destaque. Uma era a carroceria “5 Window”, com duas portas com janelas, mais janelas laterias e uma vigia traseira; e a agora muito rara “3 Window” Deluxe Coupê, com portas suicidas.

Curiosidade sobre o modelo:

Os assaltantes Bonni e Clyde agradecem a Henry Ford pelo carro.Em abril de 1934, um mês antes de ser morto pela polícia americana dos Estados do Texas e Louisiana, o assaltante a bancos Clyde Chestnut Barrow (e sua parceira Bonnie Parker) escreveu esta carta de próprio punho a Henry Ford, elogiando o motor V8 da empresa, o qual, para ele, era “magnífico”.

Clyde dizia que sempre dirigiu carros da Ford na época e que, apesar de suas atividades não terem sido estritamente legais, aquele V8 de 1932 era o carro perfeito para fugir da polícia.A carta, escrita há 78 anos, está no Museu Henry Ford, em Dearborn, Michigan.

E para nosso orgulho um destes modelos repousa no Estado de São Paulo, totalmente restaurado e com um motor de fazer inveja aos novos motores Bi combustíveis, já que basta girar a chave e acelerar que ele pega na primeira.

Fonte: Bem Antigos – Carros antigos e regularização de documentos de autos antigos

[slideshow]

Essa e outras matérias você pode seguir pelo twitter

 

Participe da pesquisa e concorra à 04 camisetas oficiais do Contagiros.

Outros Artigos que você deveria ver!